Ortodontia e Ortopedia Facial

Entre em contato

(61) 98551-5786

(61) 3351-4601

Ortodontia e Ortopedia facial especializadas

Ortodontia é uma especialidade dentro da odontologia que é especialmente dedicada a estudar, diagnosticar e tratar as malformações e defeitos dos dentes dos seres humanos. Os defeitos mais comuns que existem ao redor dos dentes são: forma, posição, relação e função de dentomaxillofacial, entre outras estruturas. Então, antes de qualquer um desses cenários fazendo uso de diferentes tipos de controle de forças, Ortodontia, cuidará para prevenir, diagnosticar,planejar e ,se necessário, corrigir as alterações existentes, para assim recuperar a destinação adequada e saúde bucal.

Embora muitos acreditem que o desejo de ostentar dentes alinhados e perfeitos é uma preocupação dos tempos modernos, nada disto é assim, porque desde os tempos longínquos, houve o interesse do homem corrigindo dentes cerrados, saliente ou desalinhada.

É chamado de ortodontista o profissional que trabalha no campo da Ortodontia de forma especializada.
Além disso, a palavra é usada para se referir ao tratamento através do qual são tratados mencionadas malformações ou defeitos dentários.

Estes aparelhos produzem estímulos na rede dos neurônios sensoriais da região bucal, que levam a mensagem até o sistema nervoso central que, por sua vez, responde remodelando estruturas ósseas, musculares, articulares e funcionais. Assim, a estética da face e as funções exercidas pela boca são restabelecidas, trazendo de volta o equilíbrio do sistema nervoso. .

Por se utilizar de estímulos neurais, a OFM difere fundamentalmente e conceitualmente da Ortopedia Facial (Ortodontia), que usa força mecânica sobre os dentes e ossos por meio de aparelhos fixos .
Os aparelhos usados pela OFM produzem uma adequada estimulação neural que é enviada à região da boca no córtex sensorial, o qual processa o estímulo, e uma resposta de remodelagem é transmitida de volta ao sistema estomatognático (SE).
. Os aparelhos removíveis são utilizados conforme orientação profissional e as alterações, genéticas ou adquiridas por uso inadequado de chupeta, por exemplo, vão sendo

corrigidas em harmonia com o crescimento da criança.
Por outro lado, a ortopedia funcional apresenta limitações

e é aí que entra a outra especialidade, a ortodontia: um complemento muitas vezes necessário ao tratamento.

A respiração pela boca é um dos casos infantis mais comuns e requer assistência de um especialista. Por trás desse hábito, muitas vezes visto como “inofensivo”, existe uma série de problemas que irão afetar a mastigação, a formação óssea bucal e trazer outras patologias ao longo dos anos.

Hábitos como chupeta e sucção de dedo de forma prolongada, são os maiores causadores de alterações ósseas na infância. Caso os dentes permanentes cresçam na boca com osso deformado por hábitos, eles não se tocarão da forma adequada, propiciando outra séria de problemas, inclusive na mastigação.

O conhecimento destas duas áreas e o tratamento baseado na filosofia multidisciplinar é o ideal porque permite diagnóstico preciso e tratamentos mais rápidos.

Fique por
dentro